Lote 82
Carregando...

Tipo:
Esculturas

Otávio Bahia - Espetacular Mascara em madeira nobre - "Africana", com 54 cm de altura. O escultor Otávio Francisco dos Santos, conhecido como Otávio Bahia, morava em Fazenda Coutos, no Subúrbio Ferroviário de Salvador (SFS), e sua obra percorreu o mundo. Escultor de máscaras africanas, de homens e mulheres negras na melhor tradição milenar das esculturas dos povos africanos, Otávio Bahia morreu sem o reconhecimento merecido, isto é, nem o retorno financeiro e da crítica sobre o seu trabalho.Escultor desde a década de 1970, foi em junho de 2010 que foi noticiado em uma reportagem televisiva no programa Bahia Revista, da TV Bahia, onde o seu trabalho foi mostrado. Concluiu o ano com seu canto de cisne para entrar para a história. Otávio Bahia deixou um legado simbólico com milhares de peças que estão espalhadas pelo Brasil e o mundo.Vendidas em lojas de artesanato de alto padrão no Mercado Modelo, Pelourinho, Praia do Forte e no Aeroporto, Otávio produziu muito sistematicamente durante a sua vida, tendo conseguido em sua casa uma bem elaborada oficina para realizar o seu trabalho de escultor, junto com seus filhos, cujo o único que continua a manter vivo o ofício é César.Com a morte de Otávio Bahia, a arte escultórica em madeira no Subúrbio Ferroviário de Salvador teve uma perda mais que significativa, pois seus herdeiros na arte foram poucos e seu filho, César Francisco dos Santos, que ainda faz algumas obras, não conta mais com o completo maquinário do ateliê constituído em vida por Otávio.Com sua morte, o mundo perdeu um notável artista que, talvez, por morar em uma região identificada por estigmas, carregou por toda a vida a linha da invisibilidade local, embora a sua obra seja conhecida praticamente em todo o mundo - menos no SFS e nos círculos culturais da Bahia.Considero Otávio Bahia o representante máximo da arte escultórica suburbana, tanto pelas obras produzidas, como pela contribuição que trouxe para as artes brasileiras, embora não tenha sido ainda devidamente reconhecido.Suas mãos restabeleceram o nexo entre a tradição ancestral e a contemporaneidade na recriação de uma "África Bahia que não existe em canto algum. Essa África só existe aqui", como escreveu o querido Gey Espinheira (1998, p.27)¹, endossado por Emanoel Araujo, João Jorge (Olodum) e Alberto Pita (Cortejo Afro).A África foi reconstruída simbolicamente no Subúrbio Ferroviário de Salvador através da obra desses artistas e seus continuadores. Otávio Bahia deu cor e forma em imagens, esculturas e máscaras a este modo culturalmente elaborado de representação surgido em tempos imemoriais. No entanto, é sofrível pensar que nesta Cidade de São Salvador da Bahia poucos conheçam a sua obra.

Peça

Visitas: 118

Tipo: Esculturas

Otávio Bahia - Espetacular Mascara em madeira nobre - "Africana", com 54 cm de altura. O escultor Otávio Francisco dos Santos, conhecido como Otávio Bahia, morava em Fazenda Coutos, no Subúrbio Ferroviário de Salvador (SFS), e sua obra percorreu o mundo. Escultor de máscaras africanas, de homens e mulheres negras na melhor tradição milenar das esculturas dos povos africanos, Otávio Bahia morreu sem o reconhecimento merecido, isto é, nem o retorno financeiro e da crítica sobre o seu trabalho.Escultor desde a década de 1970, foi em junho de 2010 que foi noticiado em uma reportagem televisiva no programa Bahia Revista, da TV Bahia, onde o seu trabalho foi mostrado. Concluiu o ano com seu canto de cisne para entrar para a história. Otávio Bahia deixou um legado simbólico com milhares de peças que estão espalhadas pelo Brasil e o mundo.Vendidas em lojas de artesanato de alto padrão no Mercado Modelo, Pelourinho, Praia do Forte e no Aeroporto, Otávio produziu muito sistematicamente durante a sua vida, tendo conseguido em sua casa uma bem elaborada oficina para realizar o seu trabalho de escultor, junto com seus filhos, cujo o único que continua a manter vivo o ofício é César.Com a morte de Otávio Bahia, a arte escultórica em madeira no Subúrbio Ferroviário de Salvador teve uma perda mais que significativa, pois seus herdeiros na arte foram poucos e seu filho, César Francisco dos Santos, que ainda faz algumas obras, não conta mais com o completo maquinário do ateliê constituído em vida por Otávio.Com sua morte, o mundo perdeu um notável artista que, talvez, por morar em uma região identificada por estigmas, carregou por toda a vida a linha da invisibilidade local, embora a sua obra seja conhecida praticamente em todo o mundo - menos no SFS e nos círculos culturais da Bahia.Considero Otávio Bahia o representante máximo da arte escultórica suburbana, tanto pelas obras produzidas, como pela contribuição que trouxe para as artes brasileiras, embora não tenha sido ainda devidamente reconhecido.Suas mãos restabeleceram o nexo entre a tradição ancestral e a contemporaneidade na recriação de uma "África Bahia que não existe em canto algum. Essa África só existe aqui", como escreveu o querido Gey Espinheira (1998, p.27)¹, endossado por Emanoel Araujo, João Jorge (Olodum) e Alberto Pita (Cortejo Afro).A África foi reconstruída simbolicamente no Subúrbio Ferroviário de Salvador através da obra desses artistas e seus continuadores. Otávio Bahia deu cor e forma em imagens, esculturas e máscaras a este modo culturalmente elaborado de representação surgido em tempos imemoriais. No entanto, é sofrível pensar que nesta Cidade de São Salvador da Bahia poucos conheçam a sua obra.

Informações

Lance

Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1. As obras que compõem o presente LEILÃO, foram cuidadosamente espertizadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2. Em caso eventual de engano na espertizagem de obras, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3. As obras estrangeiras serão sempre vendidos como Atribuídas.

    4. O Leiloeiro não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As obras serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação.Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão. Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas nem servirá de alegação para descumprir compromisso firmado.

    6. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo.

    7. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que será feito por funcionário autorizado.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    A vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.

  • FRETE E ENVIO

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.
    Despachamos para todos os estados.