Lote 62
Carregando...

Tipo:
Quadros

Osir (Paulo Cláudio Rossi Osir) - Excepcional Óleo sobre tela, assinado no canto inferior esquerdo e datada de 20 de dezembro de 1943, "Capataz com Cavalo", medindo: 67 cm x 57 cm, com moldura Oxumaré (Tradicional e famosa molduraria de São Paulo), no estado: 110 cm x 100 cm. Devido ao tamanho da obra não poderá ser enviada pelos correios. Paulo Rossi Osir (São Paulo SP 1890 - idem 1959). Pintor, desenhista, arquiteto. Começa a pintar com seu pai, o arquiteto Cláudio Rossi. Viaja para a Itália e estuda com Alberto Beniscelli, na Accademia di Belle Arti di Brera, em 1906 e 1907. No ano seguinte, em Dover, Inglaterra, faz cursos de aquarela e água-forte com Alexandre Austed. Retorna ao Brasil e, entre 1909 e 1911, estuda na Escola Politécnica de São Paulo - Poli e no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo - Laosp. De volta à Europa, freqüenta o ateliê do arquiteto Victor Alexandre Frédéric Laloux (1850 - 1937) e a Académie de la Grande Chaumière, em Paris, em 1912. Na Itália recebe diploma de construtor, em Milão, em 1915, e forma-se arquiteto na Real Academia de Bolonha, em 1916. Participa da fundação da Sociedade Pró-Arte Moderna - Spam, em 1932, e da Família Artística Paulista - FAP, em 1937. Na década de 1940, cria a empresa de azulejaria Osirarte, e passa a produzir os azulejos desenhados por Candido Portinari (1903 - 1962) para o edifício do Ministério da Educação e Saúde - MES, no Rio de Janeiro, e para a Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte. Entre 1941 e 1947, promove exposições regulares da Osirarte, para difundir os azulejos artísticos criados pelo grupo que integra a oficina. Conta com a participação de Mario Zanini (1907 - 1971), Alfredo Volpi (1896 - 1988), Hilde Weber (1913 - 1994), Gerda Brentani (1908 - 1999), entre outros.

Peça

Visitas: 322

Tipo: Quadros

Osir (Paulo Cláudio Rossi Osir) - Excepcional Óleo sobre tela, assinado no canto inferior esquerdo e datada de 20 de dezembro de 1943, "Capataz com Cavalo", medindo: 67 cm x 57 cm, com moldura Oxumaré (Tradicional e famosa molduraria de São Paulo), no estado: 110 cm x 100 cm. Devido ao tamanho da obra não poderá ser enviada pelos correios. Paulo Rossi Osir (São Paulo SP 1890 - idem 1959). Pintor, desenhista, arquiteto. Começa a pintar com seu pai, o arquiteto Cláudio Rossi. Viaja para a Itália e estuda com Alberto Beniscelli, na Accademia di Belle Arti di Brera, em 1906 e 1907. No ano seguinte, em Dover, Inglaterra, faz cursos de aquarela e água-forte com Alexandre Austed. Retorna ao Brasil e, entre 1909 e 1911, estuda na Escola Politécnica de São Paulo - Poli e no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo - Laosp. De volta à Europa, freqüenta o ateliê do arquiteto Victor Alexandre Frédéric Laloux (1850 - 1937) e a Académie de la Grande Chaumière, em Paris, em 1912. Na Itália recebe diploma de construtor, em Milão, em 1915, e forma-se arquiteto na Real Academia de Bolonha, em 1916. Participa da fundação da Sociedade Pró-Arte Moderna - Spam, em 1932, e da Família Artística Paulista - FAP, em 1937. Na década de 1940, cria a empresa de azulejaria Osirarte, e passa a produzir os azulejos desenhados por Candido Portinari (1903 - 1962) para o edifício do Ministério da Educação e Saúde - MES, no Rio de Janeiro, e para a Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte. Entre 1941 e 1947, promove exposições regulares da Osirarte, para difundir os azulejos artísticos criados pelo grupo que integra a oficina. Conta com a participação de Mario Zanini (1907 - 1971), Alfredo Volpi (1896 - 1988), Hilde Weber (1913 - 1994), Gerda Brentani (1908 - 1999), entre outros.

Informações

Lance

    • Lote Vendido
Termos e Condições
Condições de Pagamento
Frete e Envio
  • TERMOS E CONDIÇÕES

    1. As obras que compõem o presente LEILÃO, foram cuidadosamente espertizadas pelos organizadores que, solidários com os proprietários das mesmas, se responsabilizam por suas descrições.

    2. Em caso eventual de engano na espertizagem de obras, comprovado por peritos idôneos, e mediante laudo assinado, ficará desfeita a venda, desde que a reclamação seja feita em até 5 dias após o término do leilão. Findo o prazo, não será mais admitidas quaisquer reclamação, considerando-se definitiva a venda.

    3. As obras estrangeiras serão sempre vendidos como Atribuídas.

    4. O Leiloeiro não é proprietário dos lotes, mas o faz em nome de terceiros, que são responsáveis pela licitude e desembaraço dos mesmos.

    5. Elaborou-se com esmero o catálogo, cujos lotes se acham descritos de modo objetivo. As obras serão vendidas NO ESTADO em que foram recebidas e expostas. Descrição de estado ou vícios decorrentes do uso será descrito dentro do possível, mas sem obrigação.Pelo que se solicita aos interessados ou seus peritos, prévio e detalhado exame até o dia do pregão. Depois da venda realizada não serão aceitas reclamações quanto ao estado das mesmas nem servirá de alegação para descumprir compromisso firmado.

    6. Os leilões obedecem rigorosamente à ordem do catalogo.

    7. Ofertas por escrito podem ser feitas antes dos leilões, ou autorizar a lançar em seu nome; o que será feito por funcionário autorizado.

  • CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

    A vista com acréscimo da taxa do leiloeiro de 5%.
    Através de depósito ou transferência bancária em conta a ser enviada por e-mail após o último dia do leilão.
    Não aceitamos cartões de crédito ou débito.

  • FRETE E ENVIO

    As despesas com retirada e remessa dos lotes, são de responsabilidade dos arrematantes. Veja nas Condições de Venda do Leilão.
    Despachamos para todos os estados.